Núcleo de Psiquiatria se reúne com presidente da Comissão Estadual de Residência Médica para tratar sobre saúde mental de Residentes
03/02/2022 16:21 em DEFESA

Preocupados com o aumento da manifestação de transtornos psiquiátricos  entre os médicos residentes, os integrantes do Núcleo de Psiquiatria do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers/Nupsi) realizaram reunião virtual, nesta quinta-feira, 3, com a presidente da Comissão Estadual de Residência Médica (CEREM-RS), Tânia Resener. 

No encontro, coordenado pelo diretor-geral da entidade médica e coordenador do Nupsi, Fernando Uberti, os diretores apresentaram algumas das ações desenvolvidas em defesa da categoria, entre elas uma pesquisa desenvolvida pelo Simers para avaliar os impactos da pandemia na saúde mental de médicos e estudantes de Medicina. De acordo com o estudo, mais de 50% dos profissionais afirmaram em suas respostas que se sentem cansados/esgotados e sem satisfação em suas atividades.
 
Os resultados da pesquisa motivaram a criação do Sim Mental, projeto que viabiliza e facilita assistência psiquiátrica a médicos associados. Como forma de seguir contribuindo, o Nupsi propôs uma parceria com a CEREM-RS para aproximação  com as Comissões de Residência locais (COREMEs), divulgando o SIM MENTAL e contribuindo para a redução do estigma em relação à doença psiquiátrica, além de facilitar a busca por acompanhamento especializado aos residentes e promover intervenção precoce, reduzindo impactos em saúde mental a esse grupo.

Ao parabenizar o Núcleo pela proposta, Tânia Resener sugeriu a participação do Simers na próxima reunião ordinária da CEREM-RS,  com espaço para exposição de dados e ações a serem desenvolvidas em parceria com o sistema de Programas de Residência Médica no estado. Deve estar presente representação da Associação dos Médicos Residentes do Rio Grande do Sul (AMERERS), entidade com a qual o Simers deseja contar, como parceira na formulação e execução da proposta. 

Além disso, há intenção de nacionalizar o projeto, através da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), e da parceria institucional Simers/ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), avaliando-se a possibilidade de criação de um Sistema de Notificação e Intervenção precoce em agravos de saúde mental a médicos residentes. 

Também participaram os diretores do Simers e integrantes do Nupsi: Luciana Mesko, Gabriela Schuster e Rogério Cardoso, além das assessorias Jurídica, Política e de Comunicação da entidade médica.

COMENTÁRIOS