Simers em Viamão: entidade faz visitas técnicas à UPA e hospital de Viamão
19/01/2022 15:11 em DEFESA

O diretor do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Carlos Ceresér, liderou comitiva da entidade médica que esteve na manhã desta terça-feira, 11, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e no hospital de Viamão, na Região Metropolitana, verificando as condições de trabalho dos profissionais médicos diante do momento de aumento dos casos de síndromes gripais. Ele constatou que o número de plantonistas e rotineiros estão suprindo a necessidade deste momento, conforme relataram os profissionais que estavam atendendo. Ceresér apontou para a importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como forma de se preservar do contágio da Covid-19 e do Influenza H3N2.

A dificuldade maior relatada foi a transferência demorada, em alguns dias, para o Hospital de Viamão. Conforme o médico responsável pela sala vermelha, esta realidade faz lotar os leitos deste setor na UPA. Esta unidade oferece raio X com laudo imediato além de estrutura para atendimento cardíaco de urgência.

No Hospital de Viamão, gerenciado pelo Instituto de Cardiologia, a realidade das síndromes gripais é baixa até mesmo pela referência da UPA, neste particular. A necessidade maior, apontada pelos médicos, é a reestruturação da emergência pediátrica que apresenta dificuldades físicas para encaminhamento dos pacientes.

Esta realidade foi constatada pelo diretor do Simers e destacada pelos rotineiros. Na sequência, houve contato com o diretor técnico do hospital, médico Marcelo Fagundes, que reconheceu a necessidade de reestruturação física da emergência pediátrica e prometeu investimentos para os próximos meses destacando que o balanço da instituição apresentou bom resultado em relação a anos passados. Antecipou, inclusive, que será buscada a acreditação a partir da qualificação dos processos do Hospital de Viamão. Ao todo, a casa de saúde tem 181 leitos.

COMENTÁRIOS